Entrar

Esse conteúdo é exclusivo para assinantes do programa.

TRANSTORNO DO DÉFICIT DE ATENÇÃO COM HIPERATIVIDADE E TRANSTORNO BIPOLAR NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

BRUNO RAFFA RAMOS

SÁVIO LUIZ LOPES

IVES CAVALCANTE PASSOS

epub-BR-PROPSIQ-C10V3_Artigo6

Introdução

A diferenciação diagnóstica entre o transtorno bipolar na infância e adolescência e o transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) é um desafio para o psiquiatra. São muitos os sintomas sobrepostos do TDAH com os sintomas de hipomania ou mania do transtorno bipolar, como aumento da atividade, distratibilidade, alteração no padrão do sono e irritabilidade.

A principal diferença entre o transtorno bipolar na infância e adolescência e o TDAH na avaliação diagnóstica é o curso dos dois transtornos. O transtorno bipolar apresenta um curso caracteristicamente episódico. Existem, entretanto, altas taxas de TDAH comórbido em pacientes com transtorno bipolar na infância e adolescência, com uma revisão sistemática apontando taxas de até 48%. Esse cenário pode complicar não só a avaliação diagnóstica, mas também o tratamento, uma vez que alguns medicamentos utilizados para tratar o TDAH podem desestabilizar o humor dos pacientes com transtorno bipolar.

O presente capítulo explora a nosologia e a etiologia dos dois transtornos, transtorno bipolar na infância e adolescência e TDAH, a avaliação do diagnóstico diferencial entre eles e a comorbidade. Além disso, são abordados os desafios no tratamento da comorbidade entre os dois transtornos. É sabido que o paciente deve estar estabilizado do ponto de vista dos sintomas de humor relacionados ao transtorno bipolar para assim iniciar o tratamento do TDAH, entretanto outros pontos devem ser ressaltados, como avaliação e organização da rotina e intervenções relacionadas à psicoeducação.

Objetivos

Ao final da leitura deste capítulo, o leitor será capaz de

 

  • distinguir a comorbidade entre as duas doenças;
  • descrever o diagnóstico diferencial de transtorno bipolar e TDAH;
  • listar os desafios na terapêutica dos dois transtornos.

Esquema conceitual

Assine agora para ter acesso a todo o conteúdo do PROPSIQ