Entrar

DERMATOLOGIA EM PEQUENOS MAMÍFEROS NÃO CONVENCIONAIS

JOSÉ MANUEL PEDREIRA MOURIÑO

ERICA PEREIRA COUTO

epub-PROMEVET-PA-C6V3_Artigo2

Objetivos

Ao final da leitura deste capítulo, o leitor será capaz de

  • identificar as espécies de mamíferos não convencionais mais comumente encontrados nos lares contemporâneos;
  • reconhecer a importância do médico veterinário no tratamento de mamíferos não convencionais de companhia.

Esquema conceitual

Introdução

Videoaula sobre o capítulo

Os pequenos mamíferos não convencionais de companhia estão cada vez mais presentes nos lares de todo o mundo. Trata-se de espécies exóticas, isto é, não pertencentes à fauna brasileira. Esses animais costumeiramente dão entrada em atendimento clínico com queixas dermatológicas.

Entre as inúmeras possibilidades de animais, os mamíferos sempre foram e ainda são uma escolha comum, fato confirmado pelo grande número visto na rotina clínica dos autores deste capítulo. Mamíferos interagem mais com os seres humanos, com outros mamíferos e, em alguns casos, com os de sua própria espécie. Eles apresentam algumas características fenotípicas e comportamentais, que não só agradam, mas geram reações comportamentais nos seres humanos, que se assemelham com as apresentadas nas relações familiares e até maternais.

Esse grande número de animais presentes nos lares humanos gera uma enorme demanda de cuidados. Apresentar-se-ão necessidades relacionadas com alimentação, fatores ligados ao enriquecimento ambiental e bem-estar animal. Logicamente, os cuidados médicos veterinários, e de forma mais imperativa, cuidados médicos veterinários especializados, serão uma demanda indispensável.

A dermatologia desabrocha como especialidade mandatória para os médicos veterinários que se propõem ao atendimento desses pequenos animais não convencionais, uma vez que a pele e o pelame são mais facilmente observados por seus tutores.1

A dermatologia de pequenos animais não convencionais exige muito estudo e um enorme intervalo de aprendizado prático, dada a quantidade de espécies envolvidas e a infinidade de informação já existente para cada uma delas.

Os quadros dermatológicos são de grande prevalência no atendimento clínico, e a necessidade e habilidade dos médicos veterinários nessa área serão fundamentais para o diagnóstico definitivo e o adequado tratamento.

Cadastre-se para ler o artigo completo
Já tem uma conta? Faça login