Entrar

CIÊNCIA DA IMPLEMENTAÇÃO E SUA APLICAÇÃO NA PRÁTICA FARMACÊUTICA

VICTORIA GARCIA-CARDENAS

SHALOM ISAAC (CHARLIE) BENRIMOJ

epub-BR-PROFARMA-C3V1_Artigo1
  • Introdução

Um dos principais desafios que os sistemas de saúde enfrentam, em nível internacional, é a integração efetiva de inovações baseadas em evidências na prática diária dos profissionais de saúde. É bem conhecido que uma grande porcentagem de inovações, serviços ou intervenções demonstra ser efetiva em ambientes de pesquisa, mas nunca chega a ser implantada em larga escala.1

Essa falta de implementação implica numerosas consequências negativas, tanto para o paciente quanto para os sistemas de saúde, já que se investe uma grande quantidade de recursos no projeto e na avaliação de inovações cujos benefícios nunca chegam até a população de forma generalizada. De fato, chegou-se a mencionar que a implementação de inovações tarda, em média, 17 anos e que apenas 14% delas chegam à prática diária.1

  • Objetivos

Ao final da leitura deste capítulo, o leitor será capaz de

 

  • definir o papel da ciência da implementação nos serviços farmacêuticos;
  • ordenar os moderadores que influenciam na implementação de serviços farmacêuticos;
  • descrever as etapas necessárias para implantar um serviço farmacêutico;
  • identificar os indicadores de resultado que permitem avaliar a implementação de serviços farmacêuticos.
  • Esquema conceitual
Cadastre-se para ler o artigo completo
Já tem uma conta? Faça login