Entrar

INTERVENÇÃO PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM TRANSTORNO DE ANSIEDADE SOCIAL

Martha Rosa

Débora C. Fava

epub-BR-PROPSICO-C6V4_Artigo1

Objetivos

Ao final da leitura deste capítulo, o leitor será capaz de

  • reconhecer o diagnóstico nosológico do transtorno de ansiedade social (TAS);
  • descrever os aspectos multifatoriais da etiologia e o impacto da família no surgimento e manutenção do quadro;
  • identificar os aspectos cognitivos, emocionais e comportamentais envolvidos na ansiedade social;
  • definir as intervenções apropriadas, considerando uma prática baseada em evidências cientificas.

Esquema conceitual

Introdução

Apesar de a ansiedade ser um fenômeno importante para garantir a sobrevivência, ela pode tomar proporções prejudiciais para o desenvolvimento humano. À medida que crianças e adolescentes crescem com a ideia exageradamente equivocada de vulnerabilidade, elas podem se tornar pessoas hipervigilantes, além de passarem a evitar diversas situações fundamentais para a adaptabilidade social. Considerando esses desfechos, é crucial compreender e intervir no âmbito da psicoterapia, para que crianças e adolescentes sejam avaliados e recebam o melhor tratamento disponível, seja para sintomas isolados de ansiedade, seja para o quadro diagnóstico de TAS.

Este programa de atualização não está mais disponível para ser adquirido.
Já tem uma conta? Faça login