Entrar

PADRÕES DE USO DE ÁLCOOL: DETECÇÃO PRECOCE, DIAGNÓSTICO E ABORDAGENS INICIAIS

Telmo Mota Ronzani

epub-BR-PROPSICO-C7V4_Artigo

Objetivos

Ao final da leitura deste capítulo, o leitor será capaz de

  • compreender o consumo de álcool e os danos relacionados como uma questão de saúde pública;
  • identificar os diferentes padrões de uso de álcool;
  • utilizar os principais instrumentos de rastreamento e detecção precoce do uso de risco de álcool;
  • conhecer os critérios de diagnóstico de uso abusivo e de dependência de álcool;
  • ter acesso a uma estratégia de intervenção breve para o uso de álcool.

Esquema conceitual

Introdução

O consumo de álcool e outras drogas é um fenômeno humano, presente há milhares de anos com diferentes significados, que vão desde o religioso/espiritual e ritualístico ao sanitário. Com a modernização das sociedades, houve um aumento expressivo no cultivo, na produção e no consumo de algumas substâncias. A partir desse novo significado do consumo, vinculado principalmente à produção de prazer e bem-estar ou à diminuição do sofrimento e do cansaço, os problemas associados ao uso e à dependência passam ser um problema de saúde pública em nível mundial.1

O álcool, em suas diferentes apresentações, é a droga mais consumida e com maiores impactos em todo o mundo. Tais problemas vão muito além da dependência, e a detecção precoce, o diagnóstico e uma abordagem baseada em evidências científicas são primordiais. Nesse sentido, no presente capítulo, serão apresentadas informações sobre os diferentes padrões de uso de álcool e suas consequências e formas rápidas e práticas de detecção precoce para uso em diferentes contextos. Além disso, serão contemplados os critérios de diagnósticos e as abordagens iniciais que auxiliam na mudança de comportamento, bem como no maior engajamento para o tratamento de casos mais graves.

Este programa de atualização não está mais disponível para ser adquirido.
Já tem uma conta? Faça login