Entrar

CANABIDIOL EM PSIQUIATRIA

Julia Machado Khoury

Marco Antônio Valente Roque

Frederico Duarte Garcia

Daniela Alves de Brito Queiroz

epub_All_Artigo4
  • Introdução

A Cannabis sativa, ou maconha, é a droga ilegal mais utilizada em todo o mundo, além de ser a mais antiga relatada pelos registros históricos.1 Ela induz alterações características no sistema nervoso central (SNCsistema nervoso central), incluindo efeitos euforizantes, elativos, alucinógenos e tranquilizantes.1,2

A planta possui mais de 400 componentes, sendo os principais o delta-9-tetra-hidrocannabinol (THCdelta-9-tetra-hidrocannabinol), responsável pelos efeitos alucinógenos e adictogênicos da maconha, e o canabidiol (CBDcanabidiol), que tem possíveis efeitos terapêuticos em transtornos psiquiátricos e neurológicos, razão pela qual vem sendo estudado há mais de três décadas. 3-6

  • Objetivos

Ao final da leitura deste artigo, o leitor será capaz de:

 

  • revisar os efeitos do canabidiol no SNCsistema nervoso central, seus efeitos colaterais e sua regulamentação para o uso na prática médica atual;
  • conhecer as atuais evidências do uso do canabidiol para o tratamento de esquizofrenia/psicoses, transtornos ansiosos, transtornos depressivos, transtorno bipolar (TBtranstorno bipolar) e dependências/síndrome de abstinência;
  • analisar as perspectivas do uso de canabidiol na prática psiquiátrica.
  • Esquema conceitual
Este programa de atualização não está mais disponível para ser adquirido.
Já tem uma conta? Faça login