Entrar

Esse conteúdo é exclusivo para assinantes do programa.

PROTEÇÃO RADIOLÓGICA: UMA RESPONSABILIDADE DE TODOS

Francine Lima Gelbcke

Andrea Huhn

Rita de Cássia Flôr

Juliana Almeida Coelho de Melo

epub-BR-PROENF-GES-C13V1_Artigo4

Objetivos

Ao final da leitura deste capítulo, o leitor será capaz de

 

  • identificar os princípios básicos de proteção radiológica e seus aspectos legais;
  • propor medidas simples de proteção radiológica;
  • analisar como enfermagem, usuários e indivíduo do público podem se responsabilizar pela proteção radiológica;
  • promover os cuidados com a proteção radiológica da equipe de enfermagem na realização de procedimentos envolvendo o uso de radiação ionizante;
  • refletir acerca da gestão da proteção radiológica.

    Esquema conceitual

Introdução

A radiologia diagnóstica consiste em um importante instrumento utilizado pela medicina. O avanço das tecnologias radiológicas vem culminado na crescente utilização dos serviços de radiologia para diagnóstico e tratamento de patologias, por meio das radiações ionizantes (RIs). Esse fato aponta para a necessidade do aperfeiçoamento e entrosamento constante da equipe multiprofissional que atua nesses serviços.

Na radiologia diagnóstica, a RI é a mais utilizada, sendo também a que necessita de maior conhecimento para ser aplicada em prol de um diagnóstico médico de patologias preciso. No entanto, o trabalhador que atua nos serviços de radiologia necessita de conhecimento para, além de devolver a melhor imagem diagnóstica, compreender a importância da proteção radiológica de si e dos outros.

Atuar em ambientes com equipamentos emissores de RI requer o saber fazer, no que concerne à proteção radiológica de trabalhadores, usuários e seus acompanhantes. Nesse sentido, este capítulo aborda as RIs e os exames realizados com maior frequência e que contam com a atuação de profissionais de enfermagem, quais sejam:

 

  • radiologia convencional;
  • tomografia computadorizada;
  • radiologia intervencionista;
  • cuidados necessários relacionados à proteção radiológica.

A especialidade de ressonância magnética não será abordada neste capítulo por se tratar de radiação não ionizante e, assim, adotar outras medidas que não se relacionam à proteção radiológica. Por fim, aborda-se a responsabilidade acerca da proteção radiológica, enfatizando os aspectos relativos aos cuidados com a proteção ocupacional, e de sua gestão.