Entrar

Esse conteúdo é exclusivo para assinantes do programa.

CARCINOMA NÃO MEDULAR DE TIROIDE FAMILIAR

Fabíola Yukiko Miasaki

Gisah Amaral de Carvalho

Carcinoma não medular de tiroide familiar - Secad

Objetivos

Ao final da leitura deste capítulo, o leitor será capaz de

  • identificar os pacientes com carcinoma não medular de tiroide familiar (CNMTF);
  • reconhecer características das síndromes genéticas associadas a câncer de tiroide que devem ser excluídas antes do diagnóstico;
  • explicar o fenômeno de identificação;
  • identificar quais famílias merecem maior vigilância;
  • entender a investigação do CNMTF;
  • perceber os limites da investigação genética à luz do conhecimento atual;
  • discernir a melhor conduta nos casos descritos.

Esquema conceitual

Introdução

Diante de diagnósticos de carcinoma de tiroide na família, é natural que os parentes perguntem sobre o risco de eles mesmos desenvolverem também a doença. Enquanto o screening genético é bem-estabelecido quando se trata de carcinoma medular de tiroide, pouco se sabe sobre o risco e as variantes relacionadas aos carcinomas não medulares da tiroide.

Neste capítulo se busca definir o CNMTF, sua prevalência, apresentação clínica e tratamento. Além disso, se discute a real necessidade de vigilância com ecografia e se comenta sobre os loci e as mutações genéticas já descritos.

Assine agora para ter acesso a todo o conteúdo do PROENDOCRINO